sábado, 28 de maio de 2011

A diferença entre Parintins e Itacoatiara

Orla de Parintins
Parintins terá indústria que vai gerar 5 mil empregos - ver Blog da Floresta / data 27/05/2011  http://www.blogdafloresta.com/cidades/4637-parintins-tera-industria-que-vai-gerar-5-mil-emrpegos.html?sms_ss=facebook&at_xt=4de07f4569750af7%2C1


Orla de Itacoatiara
 Par­intins deve ter cuidado para não atrair uma onda mi­gratória gi­gan­tesca, em busca dos em­pregos a serem ger­ados pela fábrica de ci­mento a ser in­sta­lada na ilha. Trata-se da Ci­mento Forte, marca da Sabimin, que por sua vez, é em­presa do Grupo Sanave. Serão in­vestidos no pro­jeto R$ 400 mil­hões e a ger­ação de em­pregos é el­e­vadís­sima - 5 mil (cinco mil) postos de tra­balho. O anúncio da im­plan­tação da nova fábrica, foi feito ontem du­rante o En­contro de Min­er­ação na Assem­bléia Leg­isla­tiva. (Blog da Floresta - 27 Maio 2011 / Jersey Nazareno)


Enquanto isso o prefeito de Itacoatiara e seu grupo político se contentam e comemoram o emprego de 120 (cento e vinte) itacoatiarenses no projeto de construção do Linhão de Tucuruí (base de Lindóia). Aí, nessas horas é nitida a diferença entre a atual situação da nossa cidade e Parintins que está a 420 km de Manaus. A a ilha tupinabarana mostra a sua altivez, pois sempre está a frente de Itacoatiara. 

Na área do conhecimento o prefeito de Itacoatiara está todo empolgado por estar distribuindo um kit escolar, dentro de uma pequena mochila para os alunos da rede municipal, estampando a logomarca da sua administração. Enquanto issso, as escolas de Parintins alcançam números bem a nossa frente noss indices de aproveitamento escolar do IDEB, e inclussive já estão intalando a "lousa digital" em algumas escolas da cidade, e todas já possuem a tecnologia do "diário digital", o que facilita o trabalho do professor e  o coloca juntamente com os alunos, em verdadeira sintonia com a era digital. Conforme artigo a seguir; 

E pasmem!, os professores da rede municipal de Itacoatiara ainda não receberam o velho diário de sala, aquela velha pagela de papel onde é anotada a presença, ausência e plano diário de ensino dos alunos. Por isso os professores da rede municipal estão anotando a presença dos alunoss no caderno, é mole ou quer mais!

Pioneirismo:diário digital - As escolas que antes conduziam suas atividades com estrutura básica, e muitas vezes até insuficiente, agora têm à sua disposição o que há de mais recente em tecnologia educacional. Entre as quais estão:laboratórios de informática, data-show nas salas de aulas, lousa (ou quadro)digital e a mais nova aquisição: o diário digital. Este último é um protótiporecém lançado em Manaus e que está disponível apenas em uma escola da capital.

[WINDOWS-1252?]“O diário digital é um instrumento criado paramelhorar a atuação do professor na sala de aula. Por meio desse diário, oprofessor dispensa o uso do antigo diário de papel, cadastra a freqüência,conteúdo e notas, por meio de um prático e ágil programa de computador, além deestar conectado a [WINDOWS-1252?]internet”, explicou Roberta. Parintins será o primeiro município do interior do Estado do Amazonas a receber essa tecnologia e a primeira escola contemplada será a escola Estadual Geny Bentes.     

Publicado no site Jurupari em 27/04/2011     http://200.242.59.133/nav/imprimir.php?noticia=63
Foram instaladas algumas antenas de transmisão de Internet em alguns pontos da cidade de Itacoatiara em 2009, todavia a maioria não funciona, e os poucos que funcionam, apresentam taxas de velocidade bem abaixo da média, tornando quase que impraticável acessar a Internet nestes lugares. Enquanto que Parintins foi contemplada com a projeto federal "Praça Digital" conforme matéria veiculada no site Bitbiblio (http://bitbiblio.blogspot.com/2008/07/praa-digital-uma-forma-de-incluso.html ), ver matéria seguir:


 

Praça Digital: uma forma de inclusão à Internet

quinta-feira, 3 de julho de 2008
Neste mês de Julho, assiti uma reportagem interessante sobre a cidade de Parintins - AM e achei muito bacana publicar um post sobre a Praça Digital do Cristo Redentor, a primeira praça com acesso à Internet, banda larga e wireless do País.
A idéia partiu de Craig Barrett, (Intel) que encontrou na cidade capacidade suficiente para se beneficiar da comunicação online, remota o bastante para servir de desafio logístico e conhecida   a ponto de chama atenção - 100 mil turistas assistem anualmente ao festival folclórico do boi-bum.
A partir dessa idéia, Parintins foi conectada ao resto do mundo por uma rede sem fio de alta velocidade, com cerca de 1 megabit por segundo (mbps)
O acesso é gratuito e ainda com uma agradável vista para o Rio Amazonas. Existe coisa melhor?!
Projetos como estes, permitem a inclusão social e digital da comunidade com uso de tecnologia de ponta no Brasil.

Na época do festival folclórico, o garantido e o caprichoso em 2010 receberam R$ 5milhões cada, do governo do Estado, enquanto a Prefeitura de Itacoatiara repassou 100 mil para distribuir entre todos os 40 grupos floclóricos do município;
Antes do inicio do festival de Parintins, o bumbódromo todo ano é reformado para atender os visitantes, enquanto o Centro de Eventos de Itacoatiara desde sua inauguração em 2003, nunca foi recuperado, aliás está jogado as traças, no FECANI, no aniverário de Itacoatiara e no carnaval, são feitos reparos e gatilhos paleativos para realizarem os eventos, e depois o lugar fica de novo abandonado como está.
O aeroporto de Itacoatiara Mariano Arico Barros foi recentemente desativado, enquanto isso, o prefeito de Parintins Bi Garcia comemora a inauguração e ampliação do aeroporto Julio Belém e sua elevação a "categoria cinco", o que permitirá operações de pouso e decolagens de aeronaves de grande porte, incluindo Boeing e Airbus, podendo operar com rota regular ligando a ilha do folclore aos outros aeroportos do País. Todas as salas de tráfego aéreo do Brasil já estão recebendo o comunicado da Agência Nacional de Aviação Civil, informando que o aeroporto Parintins, já está operando com pista de 1800 metros de extensão por 30 de largura, podendo receber a qualquer momento, de dia ou de noite, aviões de pequeno, médio e grande porte.
O nosso terminal portuario, antes de inaugurar apresentou problema na sua ponte articulada, a qual quebrou e depois foi remendada e recolocada no lugar, e o resto da estrutura das colunas que dão acesso a balsa flutuante, foram remendadas as pressas  por ocasião da subida do Rio Amazonas. Fato que deixou o nosso porto, metade novo, metade velho e inoperante. Servindo apenas para atracar balsas e pequenos barcos de recreio. O porto de Parintins também apresentou problemas, foi metade para o fundo na grande cheia de 2009, e no ano seguinte, a obra foi totalmente refeita. Enquanto que a obra de reforma do nosso porto, ficou por isso mesmo. O vice prefeito de Itacoatiara inclusive foi oficialmente entregar a obra em 21/07/2010, onde fez as seguintes considerações. (conforme nota a seguir do site da PMI) - "De acordo com o prefeito em exercício José Augusto Queiróz, o porto vai possibilitar a retomada do desenvolvimento econômico de Itacoatiara, que vai poder explorar sua localização geográfica privilegiada. “Assim vamos gerar emprego para os portuários que estão há mais de quatro anos sem trabalho e também movimentar a economia da cidade” (http://blogdaprefeituradeitacoatiara.blogspot.com/2010/09/seinf-entrega-porto-de-itacoatiara-snph.html
Tudo não passou de uma grande farça, pois o porto continua operando em situação precária e os portuários continual desempregados e a população itacoatiarense fica literalmente a ver navios lá da orla da cidade. E ficamos apreciando toda a riqueza do nosso Estado passar esfregando no nosso nariz sem poder fazer nada. 
É realmente lastimável a nossa situação, imaginem só se Parintins fosse localizada aqui, com essa privilegiada localização, na margem esquerda do Rio Amazonas, fazendo parte da RegiãoMetropolintana de Manaus eligada a capital  por estrada.

Um comentário:

Fernando Lobato disse...

Caro Frank! É inegável a importância da geração de postos de trabalho no interior...no entanto, é bom as autoridades parintinenses tomarem as devidas medidas para prevenir futuras doenças respiratórias decorrentes da poeira liberada no ar pela fábrica de cimento que lá será instalada....renda sim, mas com qualidade de vida!!!!

Consulta de opinão

ALBUM DE ITACOATIARA