sábado, 24 de dezembro de 2011

Cartinhas para o Papai Noel

Alguém pode imaginar o quanto de cartinhas dirigidas ao Papai Noel ou Pai Noel como se diz em Portugal é postada no correio?
Podem imaginar? Então vamos ser bem matemáticos e calcular? (se for possível)
Cada cartinha é um sonho desejado. Então, todas as cartinhas são sonhos e todas são encaminhadas pela nossa imaginação para a nossa agência de correios com o endereço do Papai Noel.
Mandamos milhares e milhares de cartinhas para o Papai Noel todos os dias, todas cheias de pedidos. Na maioria das vezes pedindo brinquedos. (É possível calcular?)
Mesmo que não sejamos mais crianças eMesmo que não sejamos mais crianças e mesmo que não mais acreditemos no velhinho de barbas brancas e roupa vermelha, sempre mandamos as nossas cartinhas. Sempre postamos os nossos sonhos.
Somos eternas crianças diante de nossos sonhos e temos a mesma expectativa de uma criança na época do Natal, mesmo que não seja Natal.
Uma vez, eu estava sentado  em uma praça na frente de uma igreja, de uma cidade do interior, vendo as luzes piscando na rua na época do Natal e vendo o presépio de figuras de gesso no jardim, me veio uma profunda sensação de tristeza. Comecei a imaginar o quão triste é o Natal.
Me passou pela cabeça que muitos dos meus sonhos, naquele ano, não haviam sido realizados e que muitos deles eram "urgentes", "preciosos", "necessários" e quando eu escrevi a minha cartinha, eu esperei ansiosamente que eles se realizassem. Não foram. Papai Noel não veio para mim.

A sensação de ter sido esquecido, de não ter recebido nenhum brinquedo, me deixou igual a uma "criança adulta", choramingando no Dia Natal.
Isto me deu uma angustia incrível. As luzes do Natal, o pisca pisca da árvore e dos enfeites estavam quase a me dizer... Papai Noel não existe.
A sensação era justamente esta mesma, a de uma criança.
Eu estava ali sentado, quando se aproximou o padre, um velho conhecido, que veio sentar-se ao meu lado, ele também sem nada para fazer de melhor a não ser admirar as luzes. A presença dele me deu coragem para começar a discutir este assunto e não aguentei e contei minha angustia e esperei que ele me desse uma resposta.
Ele ficou alguns minutos em silencio, um silencio tão grande que me deu vontade de aproveitar para levantar e ir embora.
Ele foi mais rápido, e me disse:
- O que você tem pedido para o Papai Noel? Sera que seus pedidos não estão além da sua capacidade de saber brincar com eles? Você daria uma bicicleta para uma criança de 2 anos? Até agora, você tem recebido brinquedos para a sua idade, você deve esperar a idade certa para pedir a bicicleta. Se não foram estas palavras, foram mais ou menos estas.
Hoje, quando as velhas lembranças são trazidas pelo Espírito do  Natal, eu me lembrei deste fato e fiquei tentando entender novamente as palavras.
Na época, com bem menos idade, eu tirei uma conclusão das palavras que o padre havia me dito. Achei inteligente, uma resposta a altura daquele momento e daquele meu anseio em receber a resposta, mas hoje, anos depois, o meu entendimento mudou absurdamente.
As mesmas palavras tem um significado novo e muito mais complexo. Hoje eu ganhei o equilíbrio, a direção e o tamanho adequado para uma bicicleta. Fiquei mais maduro para entender que hoje, as mesmas necessidades do passado já não me fazem falta, eu superei a falta.
Agora, não mais na condição de criança e sim na condição de Papai Noel, diante da possibilidade de dar uma bicicleta para meu neto, me veio na cabeça os acidentes que este brinquedo poderiam causar, as dificuldades e desafios que meu neto poderia ter, e a preocupação que isso poderia trazer aos pais dele e a todos que o amam, inclusive eu, eu optei por escolher um outro brinquedo mais adequado para sua idade.
Eu entendi agora porque o Papai Noel não me dava tudo o que eu queria ou sonhava ter. Não era a época.
Você que também escreve Cartinhas de Natal a toda hora, se o Papai Noel não te atender o que você sonhou, não fique bravo ou chateado, pode não ser a hora ainda de você ganhar seu presente sonhado.
Mas para quem, já esta na hora de andar de bicicleta, ou brincar de carrinho de rolemã basta escrever uma cartinha para o papai Noel, o endereço dele é:

Nenhum comentário:

ALBUM DE ITACOATIARA